Carlos Augusto Andrade

Sonhador e feliz por viver intensamente. Voou do seu ninho, para conquistar seus sonhos. Soube granjear amigos. Dos prendedores de roupa, confidentes e soldados da infância, às pessoas reais e próximas do presente. Na verdade, cultivar amigos é um de seus maiores prazeres. Queria ser ator; não foi possível. No entanto, fez da sala de aula seu palco e, com seus alunos, roteirizou as possibilidade de construir “o saber”. Assim, vive até hoje, na graduação e na pós-graduação, mostrando a importância de habitar o conhecimento das escolhas profissionais. Não vive sem teatro, cinema e locais onde há muito verde. Já teve filhos, escreveu livros, mas só plantará uma árvore em 2067, para poder contar muitas histórias.

Veja aqui os artigos de Carlos Augusto Andrade

Marcelo Paes de Barros
Provocativo e inquieto, a rotina é sua maior inimiga. Acredita incondicionalmente no trinômio Desafio-Dedicação-Conquista e tenta aplicá-lo em todos seus afazeres. Como pesquisador na área de Bioquímica, encontra-se fortemente preso à exatidão dos fatos, à razão e, muitas vezes, ao ceticismo. Radical para alguns, autêntico para outros e polêmico para todos. Ótimo, uma Universidade DEVE ser erguida com a pluralidade!

Veja aqui os artigos de Marcelo Paes de Barros

Regina Tavares
Geminiana ansiosa, crítica, curiosa e inquieta. Quer tudo pra ontem. De tanto idolatrar jornalista de História em Quadrinhos cujo alterego era super-herói, acabou se tornando uma profissional da informação. Apesar de não salvar o mundo todos os dias; como jornalista e professora, há nove anos vem fazendo a sua parte ao formar novos jornalistas na Universidade Cruzeiro do Sul. Interdisciplinar por natureza, no mestrado foi parar em Antropologia. Curte música, cinema, livros, redes sociais, teatro, TV, memória, história e tudo o mais que é urbano, instável e mutante.

Veja aqui os artigos de Regina Tavares

Renato Padovese
Formado em Farmácia, queria abrir um negócio próprio, mas acabou se dedicando ao ensino, pesquisa e gestão acadêmica por influência dos pais educadores. Nunca acalentou sonhos de ser ator, mas hoje desempenha diversos papéis: pai, marido, trabalhador, cidadão, esportista, blogueiro e mais alguns outros. Isso só se consegue com determinação e disciplina, características que descobriu após ler, numa camiseta, a frase “maratona: todos podem fazer, mas poucos farão”, e fazer duas. De resto, gosta de livros de história e de divulgação científica, além dos clássicos, e curte rock’n’roll, de Led Zepellin a Supertramp.

Veja aqui os artigos de Renato Padovese

ASSINE O FEED RSS

Acompanhe nosso blog pelo feed

O BLOG

O objetivo central do veículo é estimular o senso crítico e o poder de reflexão de seus leitores sobre temas que transitam entre conhecimentos científico e de caráter geral.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

TAGS