Que tal ficar desconectado por um dia, uma semana ou um mês? Esta tem sido uma das recomendações de alguns médicos de plantão, ao menos nas férias. A ideia é fazer uma verdadeira desintoxicação digital em busca de equilíbrio emocional, poder de concentração e melhores relações sociais.

Provavelmente, fanáticos por tecnologia acharão a medida um tanto descabida, afinal, muitos se vangloriam do título de multi-tarefas. Tratam-se daqueles que se consideram capazes de escutar o iPhone, realizar um trabalho acadêmico, responder um e-mail e falar com seis pessoas – simultaneamente – via MSN. Definitivamente, os geeks já não são minoria.

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos com mais de duas mil pessoas mostrou que mais da metade faz questão de ficar checando e-mails mesmo quando está de férias ou folga. Dá-lhe F5 para atualizar páginas online por aí. Celulares modernos também colaboram com a vigilância do Big Brother, não o da Rede Globo, mas o do George Orwell. Não há como não ser localizado e localizar imediatamente, quando se tem um desses brinquedinhos no bolso.

O ritmo frenético com que as informações se atualizam e concorrem entre si tem nos deixado cada vez mais ansiosos, estafados e com a sensação de que tomamos conhecimento apenas da ponta do iceberg. E olha que não se trata apenas de uma sensação; sabemos sobre tudo o que rola do Oiapoque ao Japão com a profundidade de um pires. Nas férias, a possibilidade de ficar desconectado intensifica esta sensação; conclusão: ninguém se rende.

Para quem esqueceu o real significado das férias, vale dizer que elas devem propiciar a renovação de suas energias por meio de momentos de descanso, lazer, descontração, e se possível, por meio do contato próximo com quem se ama, com a natureza e com novos lugares e pessoas que possam lhe inspirar em uma nova jornada de trabalho e estudo. Faça a experiência, se desconecte para se conectar com suas férias.

Inté!

5 respostas para “DESINTOXICAÇÃO DIGITAL”

  1. Larissa disse:

    Experimentei isso uma vez e não é que deu certo?

    Estar todaaa horaaa conectado a internet nunca é bom. Acabamos meio que independentes daquilo, sem perceber…
    Você se “dexitoxicar” um pouco do mundo digital faz você usar seu tempo livre para várias outras coisas!

    Boa dica! :)

  2. Carlos Andrade disse:

    Texto muito bom Regina. Acho que estamos precisando de um lugar para desintoxicação. Difícil não abrir o face, o orkut, o msn e tudo mais, esse mundo moderno e louco exige isso. Mas como todo vício, é importante ficar longe dele para conseguir superá-lo e o que acontece nesses últimos tempos é um vício desajustado, pois os usuários querem fazer tudo e mais um pouco. Loucura total.
    Acho que para desintoxicar poder-se-ia ler um pouco, criar momentos diferentes. Tenho uma sugestão: que tal O Mundod e Sofia: Jostein Gardner, uma espécie de novela sobre o mundo da filosofia. Uma viagem diferente, kkkk. Fica a dica…

    • Regina Tavares disse:

      Adorei a dica, Carlos e concordo que é preciso criar alguns momentos de liberdade digital. Eu, inclusive, dei um tempo no facebook para organizar algumas ideias e está sendo ótimo. Um abraço!

  3. Renato Padovese disse:

    Carlos, excelente dica. Li o Mundo de Sofia nas férias, então, endosso sua sugestão de leitura. Mas, não fiquei completamente ausente das redes sociais, pois postei alguns ensinamentos do livro no facebook. Um abraço,
    Renato.

  4. interessante mas não sei como no mundo moderno é possivel fazer essa ” desintoxicação”. Eu fico em média 10 horas online por dia, mas por trabalho. Dificilmente perco tempo com futilidades.

Deixe uma resposta

ASSINE O FEED RSS

Acompanhe nosso blog pelo feed

O BLOG

O objetivo central do veículo é estimular o senso crítico e o poder de reflexão de seus leitores sobre temas que transitam entre conhecimentos científico e de caráter geral.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

TAGS