Por Marcelo Paes de Barros

Queridos leitores(as), está sendo cada vez mais difícil permanecer oculto na sociedade moderna! Por mais que você tente premeditadamente se esquivar de determinados encontros, sempre vão te achar! “Hoje não estou para ninguém!”, disse a funcionária estressada! Hahahahahaha (onomatopeia para uma gargalhada escancarada). Até parece que conseguirá! Nos 5 primeiros minutos de atraso àquele entediante compromisso, seu WhatsApp sinalizará uma mensagem não lida, dizendo: “Amiga, sua louca! Onde você se meteu?” Lamento, minha amiga, você está, sim, e estará para TODO O MUNDO!

destaque2

Tudo começou com o telefone móvel/celular lá no início dos anos 90 (ou final dos 80, nos Estados Unidos). Antigamente, você dizia onde estaria e, se assim desejasse, ligaria do orelhão local – com ficha telefônica! – para dar alguma satisfação ou tranquilizar seus pais. A incerteza da chegada fazia parte da vida social na época. Apenas supunha-se que a pessoa estaria em determinado local. Imaginava-se. Hoje em dia, todo o trajeto pode ser meticulosamente monitorado através de ligações pelo celular ou por perturbadoras mensagens de texto, aquelas que emitem um enervante “bip” sonoro a cada recebimento. Até a visualização real-time do emissor é atualmente possível com o WhatsApp ou o FaceTime. O celular é, hoje, um item imprescindível na vida das pessoas. Experimente ficar apenas um dia – ou talvez apenas algumas horas – sem seu amado aparato. Sentir-se-á nu e incomodado.  Não pelas inúmeras ferramentas que esse diminuto, embora absurdamente caro, aparelho dispõe, mas pela incontrolável necessidade de se comunicar ininterruptamente.

smartphone

Outro dia, me surpreendi quando tirava fotos na Avenida Paulista e meu celular perguntou: “Deseja publicar essas fotos do MASP – Av.Paulista em seu Instagram?”. Como assim? Como meu celular poderia saber onde eu estava e que estava tirando fotos de um dos símbolos de São Paulo? GPS, meus amigos! O “Global Positioning System” conectado a seu celular vai indicar em que exato lugar do planeta você está! Concordo que o sistema é muito útil para que você possa se deslocar em uma cidade caótica, usando o Google Maps. Sorte nossa que o GPS diz onde você está, mas NÂO O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO! Ufa! É o verdadeiro Princípio de Heisenberg aplicado para seu convívio social, rs.

Prós e contras da tecnologia, meus amigos. Incríveis vantagens da utilização do GPS pelo aplicativo Waze, por exemplo. O incrível Waze consegue te dar os melhores trajetos e uma previsão acurada do horário de chegada a seu destino. Este aplicativo colabora muito para o controle de estresse no trânsito, sem dúvidas. Curiosamente, o mesmo aplicativo pode indicar também que aquele seu colega inconveniente do trabalho está na mesma rua! Pior, ele também é avisado disso!

waze

Para concluir, recentemente um colega me informou que qualquer celular poderia ser facilmente rastreado por um simples comando do Google+. Duvidei. Ao fazer o teste, fiquei embasbacado: minha trajetória nos últimos 3 dias estava ali, explícita e visível! Que indiscrição!

Seus alcoólicos atos mais reprováveis podem ser registrados por fotos instantâneas com celular portátil e enviados naquele mesmo instante! Assim como seus discursos mais constrangedores… Cuidado! Monitoramento real-time!

A única solução que me vem à mente é um gadget dos anos 60 e que era solicitado com frequência pelo Agente 86 para repassar informações sigilosas ao seu Chefe: o CONE DO SILÊNCIO (Comédia de TV “Get Smart”, em Inglês)! Acho que a confusão criada pelo aparato na série de TV dos anos 60 era menor do que as realmente causadas hoje em dia, nesse mundo tecnológico!

cone_do_silêncio

Um abraço, meus amigos

Uma resposta para “Sorria, você está sendo filmado!”

  1. Paulo disse:

    Tecnologia sempre nos supreendendo!

Deixe uma resposta

ASSINE O FEED RSS

Acompanhe nosso blog pelo feed

O BLOG

O objetivo central do veículo é estimular o senso crítico e o poder de reflexão de seus leitores sobre temas que transitam entre conhecimentos científico e de caráter geral.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

TAGS