Carlos Augusto B. Andrade

Diretamente da Transilvânia, eles saltaram para as telas do cinema e da TV. Quem não ficava com medo ao assistir os filmes de horror desses senhores da noite. Entravam em nossas casas pela telinha e mexiam com nossos nervos.

Às vezes dormíamos tranquilos, em outras os pesadelos nos faziam acordar suados, lançando as mãos ao pescoço, para verificar se não havia nenhuma marca de dentes cravados.

Vampiros: seres que andavam altivos e cheios de uma beleza mórbida-elegante. Aproximavam-se das vítimas e as encantavam com seu olhar dominador e persuasivo. Quase ninguém escapava de seus ataques e, por incrível que pareça, as vítimas se lançavam para satisfazê-los sem nenhuma resistência.

Desde 1922, Nosferatu, filme mudo que violou o enredo de Drácula sem permissão, até hoje é um referencial para quem gosta do gênero.

 

Carlos_1

Depois destes, outros tantos apareceram que marcaram época, sito três que tiveram uma audiência espetacular:

filmes

 

Um mais recente que procurou mostrar um arquétipo diferente, um vampiro romântico e até brilha no sol.  Na verdade, já surgiu como uma saga, para atender um público juvenil.

Crepusculo

Saga Crepúsculo – 2008-2013 

Muitos acreditam que esses seres solitários da noite existem e estão todos os dias procurando saciar sua fome de sangue. O mito do Vampiro está cercado por muitos objetos peculiares. Essas criaturas, na maioria das vezes, não gostam de sol (os mais modernos brilham nele), por isso transitam pela noite. A cruz, o alho e água benta, que eram instrumentos de combate, não tem muito efeito sobre alguns que surgiram nesse processo. Seres imortais; são sempre cautelosos, escondendo sua real existência dos seres humanos.

O amigo blogueiro Renato Padovese enviou uma informação que remete para as origens de tais relatos: “li que essas histórias de vampiros, lobisomem e até zumbis têm a mesma origem: a raiva. Não o sentimento, mas uma doença que ataca o sistema nervoso. É transmitida por mordida de animais, tais como cachorros, lobos e morcegos, e provoca dores que fazem as pessoas urrarem, babarem e também aumenta a libido sexual (por isso, talvez, vampiros são sempre sedutores nos filmes)”.

Sedução muito bem lembrada pela colega blogueira Regina Menezes na canção de Rita Lee:

Rita Lee

Venha sugar o calor
De dentro do meu sangue, vermelho
Tão vivo tão eterno, veneno
Que mata sua sede
Que me bebe quente
Como um licor
Brindando a morte, e fazendo amor,

Meu doce vampiro
Na luz do luar
Me acostumei com você
Sempre reclamando, da vida…
Me ferindo, me curando, a ferida…

De certa forma, todas essas inferências perpassam por nossa memória.

Ficção ou realidade? Depende do ponto de vista. Pois, a sede de sangue não é uma característica apenas do Vampiro. Há sanguessugas na modernidade que são muito parecidos. Seduzem para tirar proveito e sugam o sangue e a vida das pessoas. Classe de predadores não tão nova. Chamam-se “Políticos”.

carlos_5

 

Infestam o mundo todo, com poderes atribuídos por suas vítimas, seduzidas por um discurso vazio, por promessas que são natimortas. A fome de sangue neles é muito mais intensa que em seus companheiros da tela de tv ou cinema. Da Transilvânia para Brasília e em cada cidade e estado da federação, tais seres da noite confabulam e extorquem sem pensar em absolutamente nada. O que importa é ficar com bolso cheio, ainda que educação, saúde, segurança sejam completamente aniquiladas. Atualmente, demonstram uma fome intensa por petróleo, avaliando que seria mais lucrativo para a sobrevivência da espécie.

Se refletirmos muito bem, já vimos um ou outro por aí. Sanguessugas da humanidade, eles assumem uma postura de bons moços, mas com garras afiadas e dentes pontiagudos sorvem o sangue dos mais incautos e indefesos.

Cuidado, eles se proliferam e tem uma série de mortos-vivos que os seguem sem fazer nenhum tipo de crítica à atuação deles, hoje, na noite e no dia. Alguns tentam brilhar dizendo que são diferentes, no entanto, olhe bem no canto dos lábios desses famigerados, vai perceber as marcas de sangue por ali. Costumam deixar rastro por onde passam na busca incessante de ludibriar, de enganar com seus olhos de pseudo-compaixão.

Continuam incólumes, gastam fortunas para manter suas tumbas seguras em paraísos fiscais, mancomunam-se com todas as espécies, sua missão: levar vantagem em tudo.

Não morrem com água benta, cruz, ou alho, no entanto, ficam acuados quando encontram pessoas críticas que acompanham sua trajetória. É possível dar um fim neles, nossa única arma – o voto.

119 respostas para “Fome de sangue: da ficção à realidade”

  1. Sergio Hentz disse:

    Olá Carlos. Cara como eu sou fã deste site!

    Da onde você tirou esta frase: “Às vezes dormíamos tranquilos, em outras os pesadelos nos faziam acordar suados, lançando as mãos ao pescoço, para verificar se não havia nenhuma marca de dentes cravados.”??? Me lembrou da infância. Ficou excepcional.

    Meus parabéns!!
    Sergio

    • Marcio disse:

      A arte sempre questionou o homem e seu comportamento,
      por causa destes escritores é que percebemos que existe um vazio social e um vazio intelectual que passa pela sociedade deixando comportamentos parecidos embora com personagens diferentes nas histórias

      • Carlos Andrade disse:

        Oi Marcio, é isso aí. Não podemos deixar de lembrar dessas coisas. Uma consciência que se renova por meio da memória. Abraços.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Sérgio, que bom que gostou. Ficou feliz por saber que você leu.

      Logo estarei postando outro… É muito bom repartir esses momentos com os amigos.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Sérgio, que bom que curte o blog. É também vive essas experiências na infância, mas não deixei de gostar de filmes de terror. Abraços e continue conosco.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Sérgio, grato pelo carinho. Fico feliz em ter você sempre por aqui. Precisamos estar atentos, para mudar a realidade que vivemos. Abraços.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Sérgio, grato pelo carinho. Super abraço.

  2. Giovani Alves de Sene disse:

    Brasil, Colônia de Exploração.

    Quando os portugueses aportaram no Brasil, no período da colonização, os índios sofreram com o assedio dos colonizadores que estavam ávido por suas riquezas, a ponto de seduzi-los com seus escambros de valor irrisório.
    Os portugueses, assim como os vampiros do texto, perderam a consciência com sua sede insaciável, passando a explorar as terras através de suas entranhas, perfurando a mata na busco do tão desejado ouro.
    Doravante, para esse trabalho, precisavam de mão de obra que não contesta-se as ordens, pois os índios que aqui viviam não tinha essa aptidão para o trabalho escravo, devido serem livres e viverem de subsistência, porquanto, foram buscar essa mão de obra, na Africa e nos porões das prisões da corte.
    Ao chegarem no Brasil, passaram a executar as ordens da classe dominante, embrenhando-se na mata, enquanto os índios eram dizimados, assim como todos que se opõe aos preceitos dominadores.
    Com a miscigenação desses povos (brancos, índios e negros), surgiu o tão famigerado povo Brasileiro.
    Povo este que até os nossos dias se ilude com os escambros oferecidos por políticos, que com suas políticas paternalista, que engessam suas mentes, da mesma forma que os vampiros iniciados, submetendo-se ao líder do clã que não abandona seu interesse por poder.
    Falamos em Saúde, Educação e Segurança, como prioridade, visto que são direitos fundamentais elencados em nossa Carta Magna, porém, somente podemos ter sucesso nessa tríade, se realmente estruturarmos políticas de governo baseado na melhor distribuição de renda, qualidade na educação e qualificação no emprego, dado que, são as armas apropriadas para exterminarmos esse sanguessugas de colarinho branco, que proliferam-se no congresso, por seus interesses pessoais e não coletivo, na busca do dinheiro e do poder, logo, devemos trazer a mente que dentro do Estado Democrático de Direito, “o poder emana do povo, que elege seus representantes legais…”

    • Carlos Andrade disse:

      Gostei do texto Giovani. Tudo é muito antigo e a exploração continua acontecendo. Mudam-se as caras, mas o mal permanece. Precisamos ir mudando essa história triste.

      Abraços

  3. William B. da Silva disse:

    Gostei da comparação de um vampiro com nossos políticos, mostra que não precisamos ter criaturas mitológica para atuar de papel de vilão temos uma criatura em nosso sistema político. Vamos virar caçadores desses vampiros e expor nossas opiniões.

  4. Luana disse:

    Parabéns prof!pela excelente intertextualidade.
    As pessoas ainda são atraídas e envolvidas por promessas ilusórias.Assim como os vampiros, os políticos ludibriam suas vítimas e tomam seu sangue.A diferença que não é necessário muitas armas para derrotar o inimigo ,mas uma só, que requer consciência e sabedoria ,arma que causa efeito devastador.o voto

  5. Beatriz L Matero disse:

    Ótima analogia entre os vampiros que fazem sucesso nas telas da televisão com os políticos da atualidade. O texto nos faz perceber a crueldade do governo moderno com suas “vítimas”, enganando e ludibriando aqueles que não sabem usar sua unica arma contra esses “vampiros da realidade”.
    O texto nos faz refletir o quanto seria bom se esses monstros existissem apenas na ficção.

    • Adriana Ribeiro Cardoso disse:

      Sem dúvidas os políticos corruptos são os piores sugadores de sangue, concordo plenamente com a comparação, o voto é o único triunfo para combater esse mal. Adorei o texto!!!

    • Carlos Andrade disse:

      Verdade Beatriz, seria muito bom se existissem apenas na ficção, mas eles estão por aí e precisamos agir com a arma que temos: o voto.

      abraços

  6. Kátia Rita disse:

    O texto instiga o senso crítico, e nos leva a reflexão de como seria perfeito um país livre desses sanguessugas. Mas deixando a utopia de lado, não há forma de combate-los, exceto expressando nossa opinião nas urnas.Mas o voto, assim como a estaca é uma arma que precisa ser usada por pessoas capacitadas.

    • Carlos Andrade disse:

      Perfeito Katia, por isso nossa obrigação enquanto professores é esclarecer. Mostrar o que está errado e lutar para melhorar o que for possível.

      abraços

  7. josania disse:

    muito bom esse texto mostra a realidade do nosso pais,com políticos que infelizmente nós sugam cada vez mas.

  8. Monica Dias disse:

    Temos visto ainda que na ficção essas criaturas sobrenaturais em algumas séries como: The Vampire Diares, ainda têm o poder de controlar a mente das sua vítimas. No entanto na ficção as emoções que ficam em nossa memória sejam elas quais forem, dependem apenas da nossa escolha individual de assistir esta categoria de filme. Quanto aos sugadores que circulam no congresso e em todas as suas bases, estamos sujeitos a escolha de um coletivos que constantemente têm suas mentes controladas pelos meios de comunicação ou por políticas chamadas de “sociais”, mas que nada mais são que uma maneira moderna de escravidão.

  9. jussara disse:

    Esse tipo de filme são ótimos de assistir,emocionantes,

  10. jussara disse:

    estes filmes são ótimos de ssistir emocionantes, faz as pessoas fugirem umpouco da realidade.Asagra crepúculo é envolvente, muito bom.

  11. jussara disse:

    estes filmes são ótimos de assistir emocionantes, faz as pessoas fugirem um pouco da realidade.A sagra crepúsculo é envolvente, muito bom!

    • Carlos Andrade disse:

      Os filmes sim Jussara, mas ao se tratar dos políticos, infelizmente é difícil de assistir de forma acrítica. Precisamos tomar uma posição.
      Abraços

  12. Fernanda Michele F. Teófilo disse:

    Estou certa que os vampiros com o passar do tempo estão se modernizando e evoluindo com o mundo. O tipos de morcegos citados no texto apesar de algumas diferenças existe uma característica semelhante que é a sedução. Em um exemplo, o vampiro usar esta característica para sugar o sangue e assim garantir uma vida eterna; no outro exemplo o vampiro usa a sedução para conseguir a nossa confiança e assim nos sugar, isso mesmo, nos sugar cobrando impostos e taxas altíssimas, para conseguir viverem em grande conforto.
    Devemos começar a mobilizar toda a sociedade para acabarmos de uma vez por todas esses sangue-sugas e assim levarmos uma vida mais digna e honesta.

  13. tanielle c.silva disse:

    Da ficção para a nossa realidade,antigamente o medo de assistir um filme com monstros e vampiros era muito grande hoje temos medos dos vampiros que moram em Brasilia e não na Transilvânia.que não sugam só o sangue mas o nosso dinheiro sugam tudo o que podem sem pensar se vamos nos transformar em algum ruim ou bom para o mundo.

  14. Andreson Aquino disse:

    Uma crítica a má administração dos nossos representantes, que estão cada vez mais numa busca sem escrúpulos de riqueza e poder. Uma legião de ‘’vampiros’’ que iludem e manipulam aqueles que não tem um conhecimento básico do que realmente é a politica, verdadeiramente seres perigosos que de certa forma estamos obrigados a colocar como nossos representantes.
    A nossa única arma para o combate destes, é a educação de forma geral, mais aí, é onde está a parte mais difícil, sendo que o sistema educacional quem monta são estes tais ‘’vampiros’’. O vilão jamais criará de forma eficaz uma arma para destruir a si próprio

  15. Flávia Etelvina Alves de Lima disse:

    O texto faz comparações,utilizando personagens de crença popular, e de algumas espécies sanguinárias,com a nossa atual realidade politica.Isso acaba mostrando o quanto alguns políticos se aproveitam de pessoas inocentes,desprovidas de conhecimentos.Ótimas comparações!

  16. Patricia da Silva disse:

    Olá Prf. Carlos!
    Adorei o texo, muito boa essa consepção dos vampiros com os políticos na realidade é isso mesmo, como esses políticos estão fazendo com o povo sugando nossos sangue.
    Está de parabéns professor esse texto nos faz refletir um pouco mais como estamos sendo usados por esse políticos que podemos também chamar de monstros e fico triste em saber que não é só na ficção que eles existem e também na vida real.
    Abraços!!!

  17. Gabriela Gundim disse:

    Também preciso elogiar sua comparação. Crítica a política dificilmente é tratada com tanta naturalidade e de forma tão clara. Através de uma analogia contemporânea, você conseguiu expor sua (posso chamar de “nossa”?) indignação com os “Sanguessugas da humanidade” sem ofender ninguém ou baixar o nível, o que geralmente acontece em qualquer discussão sobre a tal política. Além disso, a citação da canção de Rita Lee, lembrada pela professora (querida ♥) Regina Tavares, deu ritmo ao texto, literalmente.

  18. Ana Paula disse:

    Esse texto é muito claro,em relação as pessoas que sofrem hoje em dia,políticos disfarçados em um conto que só eles acreditam.Falta de caráter que não nos ludibriamos mais, com novos acontecimentos,mas que parece que acabamos ficando enfeitiçados pelos seus encantos no dia de votação.Que sejamos capaz de enfrentar mudanças no nosso conceito na hora do nosso voto,que venhamos poder fazer a diferença.

  19. Luana Ap R Aquino disse:

    É uma comparação bem criativa,e com uma verdade, pois não só na ficção rolam sangue de inocentes, mas na vida real também será ignorância, do povo? ou apenas ingenuidade em acreditar em pólicos que se aproveita de pessoas mais fracas (grande maioria) as comprando oferecendo vida melhor com 180,00.

    • Carlos Andrade disse:

      É isso Luana. Acredito que ações políticas devem ser feitas para tirar as pessoas da extrema pobreza, mas não pára por aí, é importante ir além, prepará-las para a vida cidadã é fundamental, e trabalho é algo importante que oferece dignidade a pessoa humana. Abraços

  20. Raquel Lima de Oliveira disse:

    Que boas comparações que o senhor fez Professor! Os sedentos por sangue me parecem bem mais amigáveis do que os sedentos pelo dinheiro do povo, pois em muitos dos casos aqueles se tornam até mesmo “amigos” de suas vítimas, enquanto estes sugam sua força vital-monetária sem dó nem piedade.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Raquel, fato… às vezes, seria melhor seu sugado por um vampiro que tira a vida, do que por um político que tira a esperança de viver. Abraços

  21. Dário disse:

    Uma comparação muito interessante, aos olhos de um vampiro que cativa sua vitima as palavras de um político que ilude uma sociedade, um tanto difícil entender pois é como se soubesemos o tempo todo que estamos sendo enganados mas não queremos enxergar, não queremos ouvir, se quer tomar uma atitude eficiente, as vezes até tentamos mas nosso grito é um mero silêncio diante ao poder dos “Grandes”. Me arrisco a fazer uma outra comparação, que somos navegadores atraidos pelo canto da sereia que nos leva para o fundo do mar onde agoniadamente morremos afogados, afogados numa sociedade distorcida errônea e sem esperanças do pleno justo.

  22. Dário disse:

    Soubéssemos

  23. Juliana disse:

    Realmente, são pontos importantes e que nos faz refletir sobre os aspectos e toda a política do nosso país.
    Muito bom, professor Carlos!

  24. Edcleiton Oliveira disse:

    Ótima analogia!
    O texto é bem interessante, e o que me chamou atenção foi a forma sutil que foi utilizada para fazer crítica a um dos maiores problemas do país, os políticos. Que vêm cada dia mais nos sugando com taxas, impostos e sem nenhum retorno justo aos que pagam tão caro para a melhoria.

    • Carlos Andrade disse:

      Grato pelo comentário Edcleiton, temos de continuar a falar para conscientizar cada vez mais um número expressivo de pessoas. Abraços

  25. Ana Claudia disse:

    As historias escritas de vampiros ate hoje,mostram criaturas da noite que vivem assombrando pessoas e sugando o seus sangue a fim de se alimentarem e se manterem vivas por toda eternidade,mas os vampiros do mundo real são outros, políticos que ao invés de sangue,tiram o real direito de todo cidadão na educação na saúde e na segurança quando governam corruptamente

  26. Tatiane Barbosa dos Santos disse:

    Imaginei um desfecho completamente diferente, a comparação foi incrível em ambos os aspectos, ainda existe alguns tipos de vampiros assim como existe muitos zumbis, acredito que os zumbis possam sofrer algum tipo milagroso de mutação com o intuito de se tornarem críticos, seja ela pela experiência de vida, sela ela por meio de estudos.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Tatiane, a ideia do Zumbi é boa, pensarei em algo da próxima vez. Daqui a pouco, se as coisas não mudam estaremos no seriado Walking Dead, rs. Abraços

  27. Mayar S S disse:

    Amei a comparação. Realmente são poucas coisas que difere os políticos dos seres fictícios , umas dessas, a mais importante, é : Que eles exitem ! os engravatados estão soltos ,sugando o máximo que pode de nós, e assim como se faz para espantar os vampiros ,temos que nos mobilizar para espanta-los também …

  28. Shirlene disse:

    Gostei como foi abordado o tema política.
    Inicialmente o texto nos envolve pela curiosidade, onde trás o obscuro da lenta dos vampiros e como foi adaptado para uma versão mais romântica. Dando ênfase e Concluindo com comparação ao sistema político do nosso país. Deixando a assunto mais atraente e com maior impacto na mente do leitor.

    • Carlos Andrade disse:

      Grato Shirlene pelo comentário. Eu gostaria muito que outras pessoas lessem para criar uma consciência política. Quem sabe poderemos, dessa maneira, mudar as coisas. Abraços.

  29. Juliana Aguiar disse:

    Bom dia!!!
    Excelente comparação professor Carlos! A intertextualidade apresentada no texto entre Vampiros e Políticos, retrata perfeitamente que esses seres solitários da noite não existem apenas na ficção, pelo contrario, fazem mais parte da sociedade do que imaginamos. A impressão é que os clássicos Vampiros dos séculos passados sofreram um processo de mutação, se transformando em Políticos. Seu poder de persuasão está afiado como nunca e suas artimanhas mais aprimoradas, tem como forte ferramenta a mídia, que os ajudam a ludibriar a vitima. O ato de sugar permanece até hoje, mas, ao invés de sangue, sugam os direitos do cidadão, que incorpora o papel da vitima dos filmes de horror no qual os sanguinários Políticos são vilões. Se naquela época alho e água benta não eram tão bem sucedidos assim, hoje em dia, nós temos o voto, um método que, se usado com sabedoria, se torna muito eficaz para o combate dessas criaturas obscuras.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Juliana, gostei de ver, até usando termos linguísticos, rs. Há aqui relações dialógicas que possibilitam uma leitura crítica pelas pessoas que conseguem fazer essas relações, no entanto, precisamos procurar conscientizar aquelas que ainda votam por medo de perder alguma coisa pequena que foi dada, ou trocam seu voto por favores. Abraços.

  30. Nazareth Fernandes disse:

    Muito bem classificado “Sanguessugas”.
    As pessoas tem medo de pessoas mortas,extraterrestres,zumbi, vampiros etc…
    Mas deixa pra trás os seres vivos e real.
    Políticos que sugam os seus direitos e valores,são vistos como homens da lei e são respeitados. As pessoas clamam por um mundo melhor, mais tapa os olhos para a realidade e se prendem ao mundo me medo apenas em novelas, filmes e todo tipo de “ficção”. sendo que a maior ficção que vivemos é nada mais do que o nosso próprio dia-a-dia.
    A população se deixa levar, por encantos e promessas falsas e disso faz com que o nosso mundo real seja além de uma ficção onde as pessoas não admitem estarem sendo engados,iludidos e seduzidas. Pois cada um tem seu ego em dizer que sabe oque está fazendo. mais sempre dá forças aos Sanguessugas seu voto.

    • Carlos Andrade disse:

      Olá Nazareth, é isso mesmo. Temos de estar sempre conscientizando as pessoas. É papel das que conseguiram se imunizar desse falatório sem nenhum significado que eles apresentam. Abraços

  31. Ana Paula disse:

    Assim como existem vampiros que sugam o sangue dos humanos,
    exitem também, os humanos que sugam o sangue de seus próprios
    irmãos, detalhe: esse é o extinto dos vampiros e não dos humanos.
    Existem os sanguessugas da humanidade, ou seja, os políticos que,
    de forma catatrófica sugam as nossas forças e nos fazem acreditar
    que a melhor forma é, deixar do jeito que está! por isso a humanidade
    sempre caminhará rumo ao abismos,se depender deles.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Ana… infelizmente é uma realidade, mas temos de trabalhar duro para conscientizar as pessoas, para que elas não caim nesse abismo. Abraços

  32. Thathianny Thiarelly disse:

    Perfeito! Esse texto traz uma ótima reflexão à respeito de algo muito grave que é a politica do nosso pais e seus corruptos, essa comparação que o professor Carlos faz com os sanguessugas das telonas deixa bem claro a ideia de que os políticos assim como as personalidades do mundo sombrio só querem sugar o nosso sangue, nos seduzem com seus discursos e promessas que jamais cumprem e assim angariam nossos votos, então precisamos mais do que nunca ter plena consciência na hora de votar, pois como o Prof. Carlos cita no texto “o voto é a nossa única arma”, e eu acredito que o nosso maior trunfo não é o de simplesmente votar, mas sim de votarmos com sabedoria para usar bem o nosso voto e não simplesmente joga-lo fora, ou pior contribuir para que o “soberano Drácula” se eleja.

    PS. Muito bom Prof. Carlos!!! Parabéns!!

    • Carlos Andrade disse:

      Grato pelo comentário Thathianny, quae não consigo escrever seu nome, rs… Mas é isso precisamos votar conscientemente para mudarmos as coisas. Abraços

  33. Augusto disse:

    Esse texto é complexo para fazer o entendimento pois devemos adquirir uma compreensão a respeito do texto abordado

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Augusto, que comentário é esse, rs. Complexo? É preciso ler novamente, ele é um texto comparativo para mostrar a importância do voto consciente para mudar questões que vivemos. Abraços querido.

  34. Cristina Gomes disse:

    E essa infelizmente é nossa triste realidade. O texto relata claramente o que vivemos em nosso país.E só o que as pessoas esperam são mudanças, apenas esperam.

    Parabéns, esse é um ótimo texto.

  35. Keisy disse:

    Parabéns, a comparação dos vampiros com os políticos ficou excelente, dando realidade à ficção, porém, como mencionado no texto, a arma para acabar com esse mal é apenas uma: o voto, e com essa única arma podemos fazer uma mudança titânica.

  36. Jackson Florencio da Silva disse:

    Sim! A analogia é prudente e não há como afirmar sequer que tratam-se de especies distintas no que diz respeito a forma insaciável como buscam seu alimento. Entendo que as comparações acabam aqui. O que me causa repulsa neste caso e que talvez em suas origens mais primitivas a “classe” dos políticos está longe de ser um mito. Suas ações ou a falta delas, bem como seus efeitos, são reais. Mesmo com seu caráter duvidoso e intensões obscuras eles gozam de legitimidade.
    Contudo, o que é mais constrangedor neste aspecto e a forma como eles se perpetuam em seus postos. Não porque atacam suas vítimas durante a noite, mas porque contam com seu comportamento que declina do militante ao apático até o complacente.

    Acordem! Somos mais que sagas ou longas-metragens hollywoodianos. Somos responsáveis pelo nosso futuro.

  37. REGIANE disse:

    Excelente sua comparação prof° Carlos.Dois mundos diferentes, com a mesma realidade.

  38. Mariana Pereira disse:

    Ótima comparação estabelecida entre sanguessugas e políticos, mas um ponto que me chamou bastante atenção no texto, e que também tem isso como ideia central, é a relação que podemos ter entre vampiros e os nossos governantes. O fato de, na maioria das vezes, ambos fazerem o papel de um ser inofensivo, tentando persuadir sua vítimas, e as mesmas caírem em suas armadilhas.

  39. Gabriel Souza Silva disse:

    Uma comparação perfeita entre os vampiros que são seres mitológicose politicos que dizem querer melhorar o nosso país.
    Esse texto nos faz refletir sobre os sanguessugas da nossa atualidade, onde podemos perceber que eles tem algumas caracteristicas em comum com os mortos-vivos da televisão, como querer controlar suas vitimas, enconder seus reais desejos, entre outros, porém muitas vezes conseguem aquilo que desejam quando percebem que estamos vulneraveis aos seus ataques.
    Mas isso pode ser mudado se estivermos sempre atentos aos politicos que encontramos e que desejam nos iludir com promessas e palavras sem valores, devemos saber usar as armas que temos como o voto,a sabedoria e encontramos fontes para ter o conhecimento sobre quem está querendo sugar aquilo que já conquistamos, apenas para o beneficio deles próprios.

  40. André Eloi Da Silva disse:

    olá professor Carlos
    Gostei do texto.achei muito boa a comparação entre vampiros e politicos no qual buscam bens proprios e uma fome intesa por petroleo afim de salvar a especie.mostra claramente o que ocorre no brasil.

  41. Nicole Aleksiejuk Costa disse:

    O Texto nos remete a refletir sobre aquilo que julgamos conhecer como sendo irreal e passarmos a ver de outra forma, uma forma onde seja possível a existência do ser no nosso mundo só que de outra forma, com as mesmas características. A realidade do nosso pais é essa com esses tipos de vampiros e o texto nos faz pensar sobre isso.

    • Carlos Andrade disse:

      Olá Nicole, grato pelo comentário. É isso mesmo. Temos de mudar as coisas, por isso a importância de um povo consciente. Abraços

  42. Hoje em dia,o que mais tem é políticos sanguessugas,mentirosos e ladrões.Esse texto faz uma comparação entre os políticos e os vampiros.Mostra a realidade do nosso país.

  43. O texto faz uma bela comparação sobre o estado politico atual, porém afirmar que o voto é nossa unica arma é algo que todos nós sabemos que não tem efeito, acreditar nisso é justamente dar mais poderes a esses vampiros, visto que não existe nenhuma comprovação que seu voto foi efetuado ao candidato respectivo.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Jonathan, grato pelo comentário, mas descordo de você. O problema não está no voto e nem na maneira como as urnas são apuradas. Está, infelizmente, ainda nas pessoas que se deixam levar por favores, por que simplesmente desejam algo para o aqui e agora, sem pensar no futuro. O voto é um instrumento da democracia, sem ele não podemos exercer esse direito que temos. Acompanhar as apurações é um direito e dever nosso, se percebermos alguma falcatrua, denunciamos. Eu sei que você está desgostoso, mas é preciso continuar lutando. Abraços

  44. mainaria disse:

    O texto é bem legal, gostei bastante o titulo me chamou bastante atenção pelo fato de falar sobre vampiros , é bem interessante por que no decorrer da leitura eu fui perceber a mensagem que o autor foi querendo passar, é in o modo como ele compara o governo como sangue suga é isso é uma verdade dolorosa para o nosso pais . parabéns para o autor ótimo trabalho !

    prof carlos drumomd

    • Carlos Andrade disse:

      Quem dera Mainaria ser o Carlos Drummond, mas tá valendo, rs. O que importa é saber que precisamos agir, votar corretamente. Abraços.

  45. Letícia Rodrigues disse:

    O texto nos faz refletir sobre a ignorância dos brasileiros que se deixam levar por falsas promessas. Os políticos são verdadeiros “sanguessugas”.

    • Carlos Andrade disse:

      Olá Letícia, os políticos corruptos e sanguessugas. Há exceções e bem que poucas entre eles. Precisamos usar a arma que temos para melhorar a situação: o voto. Abraços

  46. Rosilene dos Anjos disse:

    Achei o texto excelente e me fez refletir o quanto nós somos culpados por tudo o que acontece no país. Ao entregarmos nosso voto como se fosse o nosso pescoço prestes a ser sugado por politícos que só pensam em si mesmos. Roubam tanto o nosso dinheiro que não tem nem como gastar ou esconder. Politícos são como vampiros….

    • Carlos Andrade disse:

      É Rosilene, por isso precisamos votar com muta consciência. Não é uma troca de favores, os políticos são servidores públicos e não marajás para serem servidos. Abraços

  47. lucimara calixto disse:

    O texto nos traz uma realidade de hoje, infelizmente os sangues sugas estão no poder comandando toda essa massa que sem preparo critico ainda se deixa levar pela beleza de alguns desse políticos seja na aparência, na fala ou em pequenas condições que oferecem a seu leitores, para atrair votos em troca de bolsas família, leite para crianças irem a escola entre outros, quando esse tipo de situação seria melhor atendida se tivessem um salario minimo de verdade,uma educação de verdade,saúde de verdade… os eleitores são iludidos com esse tipo de atuação e os mensaleiros continuam no poder. Sem uma educação de qualidade os eleitores continuaram a satisfaze -los sem nenhuma resistência o que se faz necessário para que esses vampiros sejam desmascarados é deixar de dar o pescoço para esse políticos corruptos. Buscar referencias e dar um voto certeiro, fazer sim, manifestos como esse que foi feito no dia 15/03/2015 contra o governo Dilma , só então poderemos deixar de ser sugados.

    • lucimara calixto disse:

      O texto nos traz uma realidade de hoje, infelizmente os sangues sugas estão no poder comandando toda essa massa que sem preparo critico ainda se deixa levar pela beleza de alguns desse políticos seja na aparência, na fala ou em pequenas condições que oferecem a seu leitores, para atrair votos em troca de bolsas família, leite para crianças irem a escola entre outros, quando esse tipo de situação seria melhor atendida se tivessem um salário mínimo de verdade,uma educação de verdade,saúde de verdade… os eleitores são iludidos com esse tipo de atuação e os mensaleiros continuam no poder. Sem uma educação de qualidade os eleitores continuaram a satisfaze -los sem nenhuma resistência o que se faz necessário para que esses vampiros sejam desmascarados é deixar de dar o pescoço para esse políticos corruptos. Buscar referencias e dar um voto certeiro, fazer sim, manifestos como esse que foi feito no dia 15/03/2015 contra o governo Dilma , só então poderemos deixar de ser sugados.

      • Carlos Andrade disse:

        Boa reflexão Lucimara. Tenho esperança de que o povo saia para as ruas consciente de que não é partido que faz a diferença, pois haverá sempre um discurso próprio para cada momento. Os políticos que temos são macacos velhos e tem uma lábia enorme. Ações fazem a diferença… e precisamos agir por meio do voto. Abraços

  48. Seres criados pela imaginação humana são intimamente ligados ao medo e ao prazer, medo de que seres assim nos façam mal e prazer em fazer parte da sua corte, estando aliados ao poder que emanam de seus olhos e boca, hipnotizando-nos e fazendo com que acreditemos ser importantes neste mundo

  49. Gostei da comparação,afinal, muitas vezes a vida imita a arte, as vezes para o bem, e as vezes para o mal!

    • Carlos Andrade disse:

      Olá Marcelo, pra mim, a arte representa a vida, com um acabamento estético diferente, tentando mobilizar a consciência humana. Abraços

  50. Esther Fabiana disse:

    Enquanto existirem Brasileiros sem informação e sem educação, vamos continuar a sermos sugados pelo “vampiro” da corrupção.
    Infelizmente a educação que é nos dada, serve apenas como troca.
    Nos ludibriam com falsas promessas, ou ate mesmo com “ajudas”, muitas vezes chamadas de bolsa alguma coisa, só serve para nos tapear e ganhar mais tempo a fim de nos tirar o que muitas vezes levamos muito tempo para conquistar. As grandes taxas que nos é cobrada de tudo que temos ou vamos adquirir é sempre uma boa desculpa de que o pais vai melhorar, porem infelizmente não conseguimos ver quando poderá melhorar e ficamos sempre com a sensação de sermos lesados diariamente. afinal, que pais é este?

    • Carlos Andrade disse:

      É isso Esther, só temos uma arma para acabar com os sanguessugas que vivem há tanto tempo se alimento do nosso sangue: o voto. Abraços

  51. Beatriz A. da C. Silva disse:

    A temática abordada no texto é muito atual, as analogias bem pontuais e verdadeira nos levam a refletir sobre o discurso crítico aqui presente que é de grande relevância por se encaixar perfeitamente na realidade que paira sobre o nosso país.
    O convite ao voto consciente é reflexo da preocupação em mudar o quadro presente e denota esperança de possíveis mudanças.

    Belo texto professor!
    Abraços.

    • Carlos Andrade disse:

      É isso Beatriz, precisamos estar sempre refletindo para podermos encontrar caminhos que nos permitam sentir esperança. Vamos tirar todos eles… Precisamos de gente nova.

  52. Rayane Luísa disse:

    O texto apresenta de forma complexa sobre a evolução dos “vampiros” para os dias atuais, só que agora a doença que prevalecia em seu sistema que os faziam atacar suas vitimas não é mais a raiva ao invés disso se tornou ambição, que os faz atacar suas vitimas principais ou seja os cofres públicos onde se encontram o dinheiro de cada brasileiro que foram adquirido com suor.Desse modo atacam suas vitimas que no lugar de sugarem sangue sugam até o último centavo sem misericórdia ou qualquer tipo de sentimento de compaixão ou sentimento de culpa.
    Assim o autor deixou clara sua indignação com a forma que esses “vampiros atuais agem com suas vitimas ou seja todo povo brasileiro e fez bom uso da comparação com os vampiros de séculos atrás das lendas que seduziam, persuadiam, manipulavam, mentiam e atacavam suas vitimas. E dessa mesma maneira que os políticos atuam: seduzem o povo com suas falsas promessas,persuadem com seus discursos enganosos, manipulam com boas palavras que aparentam querer ajudar e melhorar o país,mentem em suas campanhas com o interesse do voto para obterem o que querem.E usou de boa comparação sem precisar usar termos pejorativos que estão acostumados a serem chamados como por exemplo: safado,ladrão,pilantra e etc.
    Infelizmente e difícil distinguir quem é ou não corrupto.

  53. Denise disse:

    O texto faz uma boa comparação entre políticos e vampiros, pois, ambos assumem postura de bons e sedutores só para ludibriar suas vitimas. Se pararmos para refletir sanguissugas da humanidade é realmente a melhor definição para essas pessoas que infelizmente temos hoje no nosso país.

  54. IVANI MARTINS DA SILVA disse:

    MUITO BOM E A PURA REALIDADE,

  55. Patrícia Nogueira disse:

    Gostei muito do texto e da forma como um assunto que gera tanta polêmica, foi relacionado com um tema mais descontraído. Com certeza é assim que nos sentimos atualmente, numa sociedade em que somos sugados pelo poder, e que infelizmente, a minoria dá o seu ponto de vista crítico e assumem o papel de um cidadão que faz a diferença.

    • Carlos Andrade disse:

      Oi Patrícia, grato pela intervenção. Mas é isso mesmo, vivemos angustiados, pois não conseguimos enxergar caminhos com a velha geração que está comandando a política. Hora de mudar tudo… Abraços.

  56. LIDIA DE CAMPOS disse:

    Levando em consideração que o autor/inventor da figura do Drácula, fez uma junção de VLAD “O EMPALADOR” com uma espécie de morcego que existe na Amazônia,mais precisamente no estado do Para, o que ocorre na Política Brasileira é normal para os sábios do Planalto Central, até o atual presidente da FIFA aprendeu como ficar no cargo por mais tempo com seu antecessor, que por coincidência era um Brasileiro.Para nós pobre mortais, que esperamos não ser mais um número,principalmente em estatisticas que para nada servem, é que ficamos a principio chocados, mudamos para irados, nos manifestamos com a esperança de não ter pizza, mas também não sabemos se ou quando vai mudar a política Brasileira que depende de cada um nós.

  57. Muito oportunos as comparações do artigo e respectivos comentários. Na idade média os grandes conquistadores avançavam sobre territórios e os saqueavam através de homéricas batalhas, empunhando lanças e espadas. Nos dias de hoje os saques acontecem com mentiras e falácias e as armas de que dispomos para nos defender são os votos. Sejamos todos conscientes na hora de escolher o que vão fazer com o nosso futuro.

Deixe uma resposta

ASSINE O FEED RSS

Acompanhe nosso blog pelo feed

O BLOG

O objetivo central do veículo é estimular o senso crítico e o poder de reflexão de seus leitores sobre temas que transitam entre conhecimentos científico e de caráter geral.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

TAGS