“Nossa Conta”

17/out/2014

Por Regina Tavares

São Pedro até tenta, mas não consegue. O clima seco e árido impacta os dias de um verão eterno, enquanto, no final das tardes, a iminência de um temporal desponta num céu nublado e tenso. Os paulistanos se preparam: lançam mão de suas sombrinhas, sacam suas capas de chuva, já empoeiradas pela falta de uso, e esperam ansiosamente para fazer jus ao título de moradores da “Terra da garoa”. Entretanto, novamente a chuva não vem, apesar de algumas gotas teimarem em cair aleatoriamente no solo da capital. O que resta da Mata Atlântica já apresenta sinais de exaustão e focos de incêndio se tornam corriqueiros na paisagem da cidade.

nossa conta

O cenário é de disparidades e contrastes. O DAE (Departamento de Água e Esgoto) exige que o Governo reconheça o infalível diagnóstico de falta d’água. Os mais pessimistas já sucumbem à histeria e se põem a discorrer sobre “êxodo urbano”. Os mais levianos continuam a lavar suas calçadas com o uso de mangueiras coloridas numa trivialidade que beira o incômodo. A opinião pública procura denunciar o racionamento de água já existente, porém velado, em bairros periféricos.

De toda sorte, entre “sedentos” e “línguas de fora”, algo é certo e inevitável, o meio ambiente vem refletindo séculos de exploração de seus recursos em nome de um progresso e desenvolvimento constantes. Parece, que a conta chegou e teremos que pagá-la!

Inté!

Deixe uma resposta

ASSINE O FEED RSS

Acompanhe nosso blog pelo feed

O BLOG

O objetivo central do veículo é estimular o senso crítico e o poder de reflexão de seus leitores sobre temas que transitam entre conhecimentos científico e de caráter geral.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

TAGS