Olá pessoal!

Nunca fui um fã inveterado de novelas. No entanto, não posso dizer que algumas não tenham me pegado pelo pé. Quem esquece da “Rainha da Sucata”?, ou de “Vale Tudo”, com a pergunta que não quer calar: quem matou Odete Roithman?

Ops, pelo semblante dos atores, pode ser que muita gente que está lendo nem tenha visto, ou nascido na época para ver, rs.

Bem, mas independentemente da idade, pois também sou novinho também, foram novelas que marcaram época, pelas personagens fortes e pela trama muito ligada a situações do dia a dia.

No entanto, aconteceu comigo algo que me deixou até preocupado. Nesses últimos meses, tenho sido um inveterado fã de séries americanas. Entre elas:

The walking dead


por favor sem sustos…

Ou ainda Visitors


que me deixou com raiva, pois eles simples pararam os episódios, desrespeitando a todos que acompanhavam a série.

Uma que gosto muito e parece que vai ter continuidade é Game of Thrones, a terceira temporada está começando agora.

Veja uma palhinha abaixo:

Todas chamaram muito minha atenção, mas uma delas me deixou vidrado, foi a da paródia construída a partir das histórias que liamos quando criança: Branca de neve e os sete anões, Chapeuzinho vermelho, Frankenstein, Pinóquio, entre outras.

Imagine você, todos esses personagens envolvidos numa grande trama que se constrói em dois mudos. Pirei!

Como ela já havia começado, procurei na net e consegui encontrá-la. Pasmem, houve um dia em que assisti 8 episódios sem parar. Não façam isso, para não ficarem com a impressão de serem Zumbis de The walking dead, rs.

A série da qual estou falando, é a bela, instigante e surpreendente narrativa “Once upon a time”, isso mesmo “Era uma vez”…

Expie um pouquinho:

Magia por todo lado, em dois mundos muito bem construídos. Fiquei perplexo com o roteiro, com as personagens fortes, com as cenas inusitadas que nos levam sempre a desejar saber como será a continuidade.

Para quem nem se lembra o que é paródia, vai aqui o conceito apresentado por Hutcheon:

A paródia é, pois, repetição, mas repetição que inclui diferença; é imitação com distância crítica, cuja ironia pode beneficiar e prejudicar ao mesmo tempo. Versões irónicas de “transcontextualização” e inversão são os seus principais operadores formais, e o âmbito de ethos pragmático vai do ridículo desdenhoso à homenagem reverencial. (HUTCHEON, Linda. Uma teoria da paródia. Lisboa: Edições 70, 1989).

A paródia, como apresenta pela autora, perpassa todo o roteiro de “Once upon a time”, subvertendo o texto fonte, no entanto, levando o telespectador a reconhecê-lo e observar a transcontextualização que está presente nele.

De certa forma, fiquei com vontade de ler novamente os clássicos e de procurar perceber como a paródia foi trabalhada nessa bela série.

Bem, agora tenho de parar, pois este post está quase se transformando em artigo, rs.

E também, quero pedir licença, pois vou assistir agora o 17º episódio da segunda temporada.

Abraços imensos e intensos.

22 respostas para “Novelas, séries e paródia”

  1. Priscilla Freire disse:

    As séries são “a bola da vez”.
    Não esquecendo de Lost que apesar de um final que poderia ser melhor, também arrebatou inúmeros fãs, uma verdadeira lostmania na época.
    Abraços.

  2. Jucelei disse:

    Das séries citadas eu não assisti nenhuma, ultimamente não tenho assistido muita tv. rs
    Mas, antigamente, eu assisti muito Friends e Sex and City. Adorava, é, eu tinha mais tempo. kkk abraço.

  3. Giuliana disse:

    Muito bom, professor!!
    Essas séries são realmente muito boas, mas não podemos esquecer do eterno Dr. House, não é?
    Abraços

  4. Igor Maion disse:

    Eu amo todas as séries citadas, lembro-me de ter comentado com o senhor professor de passar o dia inteiro assistindo Once Upon a Time, haha ganhei, assisti 10 episódios de uma só vez! mas é verdade, quando se faz isso se fica com olheiras, quase fiquei vesgo e parecendo um zumbi.
    mas falando de The Game of Thrones, li os livros e fiquei super alegre em saber que não pararam de filmar, são cinco livros, então se não chegarem a quinta ou mais temporadas eu juro que vou no estúdio e quebro tudo por lá haha.
    mas é isso.
    gostei muito desse post.
    abraço!

  5. Fernanda disse:

    È um intertenimento que ultimamente não estou tendo tempo de admirar, embora o tempo nós mesmos quem criamos.. Que eu me lembre o último que acompanhei foi uma mini série brasileira “O Rei Davi” gostei muito, apesar das pessoas criticarem as produções brasileiras eu gostei muito e achei de muito boa qualidade.

  6. Gosto de algumas séries porém não tenho paciência para acompanhar coisa alguma por muito tempo. rsrs…

  7. Sandra Regina - Letras 1 A disse:

    Olá Professor,

    Já fui muito noveleira no passado, mas não vejo mais. Quanto às séries, fiquei bem interessada em assistir “Once upon a time”, mas ainda não consegui encontrar tempo.
    Assisti as duas temporadas de “American Horror Story”, a primeira e única de “Terra Nova”, três de “Primeval” e a versão brasileira de “Sessão de Terapia” dirigida com muita competência pelo Selton Mello.
    Hoje em dia temos uma oferta tão grande que, infelizmente, fica impossível assistir a todas que nos interessam.
    Abraços.

  8. UGUIMÁ SANTOS GUIMARÃES disse:

    Olá professor!

    Gosto dessa série também.
    Novela não tenho muita paciência…

    Abraços.

  9. Rosangela Soares disse:

    Nunca fui noveleira, porém as das nove em especial sempre foram as minhas preferidas. Talvez por que estas questionam assuntos atuais e até causam polêmica, como O dono do mundo e a Favorita com “beijinho doce” lembra? rsss um abraço Prof!

  10. Andrea Morais disse:

    Olá prof!! Adorei o post! Nossa cara eu adoro Once upon a time e Game of thrones!!! Muito legal! *__*

  11. Katia Regina disse:

    Realmente são novelas e series que nos prendem e nos fazem ansiar sempre por mais! Embora eu não ás acompanhe fielmente, já tive á oportunidade de ver algumas! Mas concordo com a minha colega Sandra Regina, hoje em dia obtemos tantas ofertas, que ficamos isentos de conseguir acompanhar todas!

  12. leonardo disse:

    Gostei muito do post, gosto de algumas séries, as vezes acompanho, principalmente as de investigações como CSI… abraços

  13. Ana Paula Prado disse:

    Infelizmnete não sou adepta destas novas séries, talvez porque eu não tenha o tempo que gostaria para assisti-las. Prefiro as novelas, sobretudo as de época, sou apaixonada por figurinos e cenários de época.

  14. Elidy Dias disse:

    Uma série que gosto muito não importa a temporada é CSI Miame, NY ou Las Vegas, ação, suspense, drama, questões sociais e até um pouquinho de romance entre Sara Sidle e Gil Grissom.
    Abs
    Elidy Dias

  15. evellyn apolinario disse:

    Boa noite prof carlos, muito bom seu post, mas para ser sincera nunca parei para assistir nenhuma das series citadas. gostava muito de ver umas series antigas que via com minha irmã e nos gostávamos muito, mas essas ainda não vi.
    mas gostei muito da ideia de começar assistir
    Abç !

  16. Patricia Valeriano disse:

    Oi prof. Gostei muito do post. Esse assunto de series e novelas está em alta, bem que eu queria ter tempo de assistir algumas series que o Senhor indicou, mas estou sem tempo até de terminar de assistir as que eu já assisto e gosto.

  17. Raissa Alves disse:

    Olá professor,gostei do post (Imaginei o senhor falando,rs), mas confesso que não assisto a nenhuma delas, não me ligo em histórias temáticas sobrenaturais.

  18. Raissa Alves disse:

    ops *COM temáticas sobrenaturais

  19. Greice Sales disse:

    Professor,
    Não se sinta só, também assisti “Rainha da Sucata” e “Vale Tudo” e sei quem matou Odete Roithman rsrs. Naquela época as novelas eram interessantes, cheias de mistério, e tenho a impressão que os autores respeitavam a inteligência dos telespectadores. Porém, hoje não assisto mais novelas, mas sou apaixonada por algumas séries, em especial “The Walking Dead” e “Supernatural”. Espero ansiosa pela quarta e nona temporada das séries, respectivamente!

  20. Sandra Gross disse:

    Olá Professor,

    É impressionante como ficamos fascinados pela telinha. Assisti muitas novelas, mas hoje não vejo mais. Chega um momento em que é preciso abandonar velhos hábitos para investir em novos projetos. Atualmente assisto a série “Grey’s Anatomy” na hora em que chego para almoçar e aproveito para descansar. “Once Upon a Time” tem sido muito comentada e estou tentada a assistir…

    Um abraço.

Deixe uma resposta

ASSINE O FEED RSS

Acompanhe nosso blog pelo feed

O BLOG

O objetivo central do veículo é estimular o senso crítico e o poder de reflexão de seus leitores sobre temas que transitam entre conhecimentos científico e de caráter geral.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

TAGS